Compartilhar por e-mail
Seu nome:
Seu e-mail:
E-mail destinatário:
Enviar
30Ago2015

Resgate do Feminino Sagrado

Há uma emergência no planeta:

 Integrar o princípio do Feminino Sagrado para nova  consciência e  uma nova sociedade.

Restaurando o Feminino Sagrado  no masculino e no feminino, teremos uma nova oportunidade de vida, uma grande  descoberta dos potencias cerceados, reprimidos nas gerações anteriores tanto nos homens  como  nas mulheres.

Em investigações arqueológicas encontradas  na Grécia,  Indía,   e no Oriente médio demonstraram que existiu uma civilização por volta de 20.000 anos AC  e seu foco era a arte e a  criação. Existia uma economia de parceria e partilha na sociedade, os  governantes eram servidores do povo que contribuíam  para o bem estar de  todos e a  defesa da vida. Imperava na sociedade a  compaixão e cuidados de um para com o outro. Mulheres e homens tinham  a mesma importância, existia uma relação de parceria sem domínio de um sobre o outro. Nem matriarcal nem paternalista.

A sexualidade era exercida  como sagrada, sendo cultivada como  um caminho para a divindade e criatividade. As  crianças eram tratadas como dádivas, e  as mulher eram a depositária do Divino por gerar a vida e cuidar.

  Espiritualidade era comungar com o divino através da natureza e do contato consigo mesmo, reverenciando a vida.

Não existam muralhas entre os povos. Todos compartilhavam a alegria e o entusiasmo de viver.

Houve uma invasão há cerca de 5.000 anos AC de Bárbaros, Arianos, Nômades e Semitas   vindos do norte  com seus rebanhos destruindo as plantações, matando e dominando pela guerra, pela  luta de poder, fazendo mulheres e crianças de escravos para o trabalho  e procriação.

Colocaram valores estereotipados  como dominação, luta, força física, individualismo, competição e conquistas pessoais como definição de masculino com atributos superiores  e no comando da política e sacerdócio.

A Espiritualidade era propriedade da igreja e tratada como mercadoria.  A relação direta com a divindade foi usurpada. As  Artes  eram para os artistas somente e não compartilhado com todos livremente.

Atributos e algumas ações foram relegados a inferiores e tidas como indesejáveis :  sensibilidade, emotividade , proteção, acolhimento, parir, gerar,  criando uma cisão psicológica – confundindo arquétipos com gênero feminino/masculino -  Com homem/mulher.

Reprimiram, subjulgando valores presentes  no Arquétipo Feminino de  ambos os sexos  masculino e feminino como:  tolerância, compaixão, conexão, rede, intuição, graça, síntese.

Arquétipo masculino separa, organiza, discrimina, resiste, planeja, lógico- racional, analítico.

Ambos arquétipos tem seus alcances e limites, virtudes e chagas.

Com a perda do Feminino Sagrado  o sexo masculino e feminino se separaram.

Perdeu se a totalidade de criar o Divino, o Sagrado  houve uma ruptura na psique dos homens e mulheres,  ocorrendo regimes de  escravidão, dominação num  relacionamento desigual.

Jesus Cristo traz este Feminino Sagrado  o Arquétipo da Síntese – Masculino e Feminino.

Arquétipos são forças poderosas da psique. São imagens primordiais, as primeiras da nossa origem como que moldam a nossa personalidade e direciona nossos  comportamentos, crenças e valores, gerando atitudes e atuando na sociedade, na  educação, política e saúde.

Esta situação  não poderá ser mantida  para sempre, o planeta  está em situação caótica, precisamos  restaurar o Arquétipo do Feminino  Sagrado na mulher e no homem- a síntese criativa.

Precisamos  criar um novo paradigma, começando por nossa própria vivencia  e mudança de percepção :  abertura para os sentimentos  genuínos, cultivo da igualdade e abandono da hierarquização e discriminação com o gênero feminino. Troca e parceria na construção de redes sociais firmes  sustentadas na harmonia, acolhimento, alegria  e amorosidade para uma sociedade justa e saudável.     

Baseado no livro: A restauração do Feminino - Amy Sophia Marashinsky

 

 

 

 

 

 

 

Podemos fazer uma meditação dirigida invocando palvras de poder que nos reconecta a Essencia do Sagrado Feminino para homens e mulheres serem mais inteiros e felizes.

Sente-se confortavelmente, coluna ereta, respire profunda e calmamente. Sinta todo o seu corpo presente no aqui e agora. Foque sua mente na presença, e diga mentalmente ou em voz alta para si mesmo. Repita por 21 dias para estabelecer esta nova percepção e paradgma.

Reconheço em mim a Essência Iluminada do Sagrado Feminino o poder da sabedoria, do amor, do propósito; a receptividade, a generosidade e a vontade, que me protegem das ilusões do apego, das aversões e indiferenças.

Reconheço em mim o poder da juventude, da beleza e da cura, experimento e manifesto, a energia inteligente, o poder essencial presentes em meus órgãos genitais e meu coração.

Reconheço em mim a Essência Iluminada do Feminino Sagrado, o poder de observar, entender e dominar a mente e os pensamentos, me tornando autora/autor de minha própria vida, personalidade e realizadora(or) de tudo o que for necessário para cumprir meu propósito individual e coletivo.

Reconheço em mim o poder que me mantém desperto(a), presente, vigilante e protegido(a) dos convencionalismos, explorações e condicionamentos manipuladores, limitantes e obstrutores.

Reconheço em mim o Poder de autopurificação e transformacão, que harmoniza, cria prosperidade, contentamento e satisfação nos veículos e templos da Alma,

Reconheço em mim o poder de me relacionar com harmonia, serenidade, compreensão e pró-atitude com todos os seres e fenômenos.

Reconheço em mim o Poder de estar lúcida(o) em todas as dimensões dos sonhos e dos corpos sutis da alma para conhecer seus segredos, iluminá-los e transcendê-los.

Reconheço em mim o poder de integrar-me e sintonizar-me com a Lei Universal e as freqüências mais altas no processo presente de evolução do planeta e de todo o Cósmos.

 

Compartilhe:
Comentários
Outras sugestões para a sua leitura
Minha alma esta em brisa
26Nov2018

Contei meus anos e descobri que tenho menos tempo para viver a partir daqui, do que o que eu vivi até ...

Compartilhe:
A aceitação da sombra
04Set2018

A aceitação da sombra

Se nós não convivermos com a nossa sombra somos caolhos, vemos com um olho só, ...

Compartilhe:
Mulheres em Círculo
14Mar2018

Círculos são para nós, mulheres, que ao abrir um espaço na cultura ocidental de orientação masculina nos ...

Compartilhe:
Magali Bergamo 2015 - Todos os direitos reservados
Criação de sites Vinhedo, Valinhos, Campinas