Compartilhar por e-mail
Seu nome:
Seu e-mail:
E-mail destinatário:
Enviar
03Fev2016

Da lagarta à borboleta

As Transformações são tentativas da natureza de efetuar mudanças através das leis cósmicas do universo. Se o ego, a parte da consciência que dirige a vontade, obstruir a mudança, a crise ocorrerá para possibilitar uma mudança estrutural.

Somos movidos a desafios, a superações em  nossas vidas desde o momento do nascimento, quando precisamos do impulso vital para virmos ao mundo e respirarmos por si só. Nosso desenvolvimento e aprendizado para a alimentação no seio materno ou mamadeira,  nosso percurso para caminharmos do engatinhar até ficarmos firmes e eretos e não cairmos!  O controle dos esfíncteres, a fala, a escrita, a socialização, a emancipação do ambiente familiar, relacionamentos amorosos, a vocação, profissão, trabalho, vida adulta, social, maturidade, terceira idade, limitações, impedimentos, perdas, passagens, finalização..morte. Todo caminho do desenvolvimento humano mostra a superação de uma fase a outra, perdas e ganhos em cada uma delas, mas não tem como a natureza  ficar imóvel e  estagnada.

 Assim também é o nosso desenvolvimento psíquico/espiritual humano são desafios e mais desafios, e se ouver obstrução a mudança e ressitencia,  a crise  se manifestará  sob forma de sofrimentos, dificuldades, incertezas e inseguranças pra além do que  necessário para o periodo de transformação. 

A crise sacode hábitos arraigados, estagnados,  dilacera e rompe com o usual, procura romper velhas estruturas construídas sobre conclusões falsas.  A mudança é uma característica essencial da vida, onde há vida, há mudança.

Ao resistir a mudança resistimos a vida em si, ao natural fluxo do universo, como lagartas que transformam-se em borboletas não podemos cortar o casulo, muda-lo e  sair ou ficar nele pelo tempo que acharmos que devemos. O fluxo da vida, a dinâmica do universo que rege as leis naturais neste comando cósmico, divino é transformação,  é mudança para novos ciclos e voos.

Não tenhamos medo de  mudar, dar um passo a frente em nossas vidas.  Em alguns aspectos  da vida muitas vezes conseguimos o fluir de realizações e liberdade porque   não resistimos a mudanças, nos desenvolvemos  nos harmonizando com o movimento universal, mas em algumas áreas  reagimos  de maneira diferente devido aos bloqueios de negatividade  e medo dentro e fora de si  e ai a  crise vem para desbloquear, liberar potenciais para transformarmos, transmutarmos, darmos um salto para o nosso melhor, mesmo que no inicio pareça pior, estranho, como a borboleta deve sentir se quando alcança a saída do casulo para a natureza, saindo da sua zona de conforto no casulo e alçando seu voo a vida.

A razão de ser do desenvolvimento humano é libertar os potenciais inerentes, infinitos e a crise vem para sacudir, gerar novos estados de consciência. Crise, oportunidade de transcendermos  para o nosso melhor.

Baseado no livro O Caminho da Auto Transformação- Eva Pierrakos

 

    

 

Compartilhe:
Comentários
Outras sugestões para a sua leitura
Minha alma esta em brisa
26Nov2018

Contei meus anos e descobri que tenho menos tempo para viver a partir daqui, do que o que eu vivi até ...

Compartilhe:
A aceitação da sombra
04Set2018

A aceitação da sombra

Se nós não convivermos com a nossa sombra somos caolhos, vemos com um olho só, ...

Compartilhe:
Mulheres em Círculo
14Mar2018

Círculos são para nós, mulheres, que ao abrir um espaço na cultura ocidental de orientação masculina nos ...

Compartilhe:
Magali Bergamo 2015 - Todos os direitos reservados
Criação de sites Vinhedo, Valinhos, Campinas