Compartilhar por e-mail
Seu nome:
Seu e-mail:
E-mail destinatário:
Enviar
11Ago2015
Experiência

 

Experiência

Ato de vivenciar a realidade.

Abrir-ao novo, transformando a si mesmo em interação com o experimento.

Viver é praticar, experimentar a vida.

Criamos a vida.

Praticamos a vida. Experiências transformam pessoas. 

Tudo que existe é o cosurgir interdependente e simultaâneo.

“ Tudo que existe no céu e na terra é como uma joia arrendondada, sem dentro e nem fora. Somos a vida da joia.” Buda

 Não viemos de fora. Não vamos para fora.

Vamos jogar lixo fora? Fora de onde? Fora da casa.

Fora da casa é na rua é no mato, é no mar.

A rua, o mato, o mar são a nossa casa.

A nossa casa comum, o planeta terra.

 

 

No momento de sair da cama, esteja presente.

Qual a temperatura do chão? Do chinelo? Da sandália?

 Como esta meu corpo? Minha respiração? Onde estão meus pensamentos? Agradeço o dia que começa?

Faço alguma prece? Em que ou quem me conecto? 

Treinar a plena atenção de estar presente no agora.

A mente que divagar. Quer ir para ontem. Fugir para o amanhã. Às vezes fala demais. Como se mil vozes nos puxassem para mil locais.

Retorne ao agora. Retorne ao contato simples do tato.

Seis sentidos: são os cinco mais a consciência. Essa consciência é uma grande gerenciadora de tudo o que percebemos.

 

Compartilhe:
24Jul2015
Estresse

Não é o estresse que nos faz adecer é a maneira como encaramos os estressores que podem nos afetar. Podemos encara-los como um desafio ou como uma ameaça.

O estresse é uma reação biológica desenvolvida através de milhões de anos de evolução para salvar a vida numa emergência como Lutar ou Fugir. É a resposta do corpo a qualquer demanda quando forçado a adaptar-se à mudança.

 Nosso  organismo libera a Adrenalina para darmos conta das demandas do dia a dia com rapidez e eficácia, ela acelera os batimentos cardiacos e a respiração porque precisamos de mais oxigênio e mais energia.  Quanto mais tempo de estresse, quanto  mais hostilidade, raiva e medo, o organismo libera o hormônio cortisol, pois precisa de muita energia para dar conta do recado.
Com este mecanismo de liberação de cortisol e adrenalina por períodos prolongados ocorre no organismo um desgaste enorme, com sintomas psicossomáticos: ansiedade, angustia e depressão, e sintomas fisicos com perda de apetite, insônia, perda de memória, aumento da pressão arterial, elevação dos índices de glicose e colesterol, dores musculares, dores de cabeça,  insônia, impotência sexual ou diminuição da libido.

A percepção de quando e quanto você esta estressado é mais importante que o estresse em si, por causa da sua atitude quanto a ele.

Como posso encarar o estresse ou os agentes estressores?

Posso encarar como uma reação Positiva, percebendo- o como desafio um momento de crescimento com direção e otimismo.

Ou com uma reação Negativa: percebendo tudo como uma ameaça, com medo, irritabilidade, raiva e hostilidade a tudo e todos.

A direção dos pensamentos no aspecto positivo, o otimismo entendendo que não existem fracassos, mas apenas lições, aprendizados e não devemos temer por ele, pois com vigor,com novas estratégias vamos aprendendo o que precisamos para o êxito.

Dedicação a uma meta maior, um senso de propósito, de significado de vida para nos sustentar e nos manter a salvo em qualquer crise.

A capacidade de responder ao estresse e a capacidade de relaxar são igualmente importantes. Podemos optar por não lutar ou fugir mais Fluir.

Outra pergunta importante no processo do estresse em nós:

Como é o Universo, o Mundo para você?

 Um lugar assustador ou uma escola de aprendizado e evolução constante?

Conforme sua resposta a esta pergunta mostra a maneira, o padrão estabelecido, a nossa forma  de encarar os problemas que surgem, gerando estresse continuamente.

Necessitamos de um tempo para nos restaurar entre as demandas estressoras permitindo que o sistema nervoso repare e restaure o corpo e a mente após cada esforço ou evento estressante, cultivando a resiliencia, como um arco num momento de pressão máxima para atingir seu alvo com a flecha e depois relaxa, afrouxa, para ter permanência em seu propósito.

Precisamos aprender a equilibrar pressão e pausa, atividade e lazer relaxante.

Baseado no livro: Estresse a seu favor, Susan Andrews

 

Acorde alguns minutos mais cedo para cuidar de sua saúde pela manhã  ou se preferir o periodo noturno:

#10 minutos: exercícios de yoga, ou alongamento, ou tai chi chuam.  

# 5 minutos de auto massagem: iniciando pela cabeça, couro cabeludo, face, torax, braços, ombros, abdomem, pernas, e os pés, Faça movimentos suaves nos musculos e membros  do seu corpo, esteje consciente e respirando tranquilamente  durante a auto massagem. 

# 5 minutos de relaxamento com respiração diafragmática. Deitado com os braços ao longo do corpo e os pés levemente afastados, respire profundamente percebendo o  movimento do seu torax na parte superior e inferior, .Vá soltando e relaxando o corpo. Perceba as pernas, os pés  e relaxe, sinta a coluna, a bacia e solte, relaxe, leve sua atenção ao abdomem, torax, os braços e relaxe, perceba a cabeça, couro cabeludo, face e solte, relaxe. A mente vai se acalmando com uma respiração tranquila e calma. Perceba-se num lugar de descanso e de paz.....

Começe a mexer os pés, as mãos e espreguiçar-se para retornar do relaxamento.

#10 minutos de meditação: sentar -se numa cadeira com coluna ereta e pés apoiados ou com as pernas dobradas no chão. Inicie pela percebeção do movimento do ar entrano e saindo das suas narinas....

 Se vierem pensamentos deixe-os passar e volte a atenção plena para sua respiração,  para o momento presente, seu espaço de quietude.

Finalize com uma respiração profunda abrindo os olhos e percebendo como você está, e o que precisa para este dia ser de forma diferente, coloque uma intensão em algo que queira transformar em você ou em seu caminho.

Faça uma lista na noite anterior do que vai precisar fazer no dia seguinte.

Organize sua agenda com encontros, contas, deixe tempo suficiente entre os encontros. Seu quarto, local de trabalho, pertences

Aprenda a dizer não, recuse projetos extras ou convites sociais para os quais você sabe que não possui energia, reconhecer que precisa de momentos tranquilos para estar sozinho

Aprenda a delegar responsabilidades para outras pessoas capazes

Mantenha-se em silencio todos os dias num período em particular, para introspecção e meditação

Desligue o telefone quando estiver nestes momentos de silêncio e relaxamento

Faça breves e pequenas pausas de 10 minutos durante o trabalho, respire profundamente para repor energia  mais rapidamente, porque a concentração diminui depois de períodos com duração superior a duas horas de esforço mental

Alimente-se  de 3/3 horas de maneira saudável, evite excesso de café, álcool, frituras e gordura

Faça amizade com pessoas despreocupadas e pacientes. O estresse é contagioso, pessoas  negativas podem  deixa-lo desanimado. Respire lenta e profundamente perto de pessoas assim, e mantenha –se com a mente positiva.

Confira sua respiração ao longo do dia, principalmente em situações estressantes.

Caminhe ao ar livre por 30 minutos se possivel além das atividades que pode estar praticando como academia ou esportes, o contato com a natureza revigora as energias.

Exercite a paciência com os outros, com suas imperfeições. Estamos todos aprendendo.

Invista tempo e energia naquilo que realmente lhe faz bem, organizar a agenda de maneira que estes periodos se repitam com mais frequência, e as atividades  menos prazeirosas do dia deveriam oferecer um proposito.

Compartilhe:
17Jul2015
O Sagrado em nós

O acolher  o sagrado em nós é uma abertura que damos a nossa consciência para que possa manifestar toda a essencia da vida.

Uma flor que nasce no jardim, um passáro que canta na varanda, o sol que banha a natureza, o céu que se abre para mostrar as estrelas numa noite de luar, a chuva que cai molhando a terra.

Em nossas vidas existem momentos de transparência e também de dilaceramento. Como se o quadro que vemos estivesse rasgado. Estes rasgões são nossos pontos de referencia , a imagem que temos de nós mesmo. O quadro, tal como o vemos, esta estilhaçado e rasgado. Mas através dos rasgões podemos ver além. Fazemos, assim, a mesma experiência. A experiência de abertura do nosso ser à transcendência interior, que é nosso ser essencial.

As experiências de transparência e de dilaceramento, as experiência de absurdo e da graça, tem por finalidade fazer-nos entrar nesta experiência do ser essencial, reconhecendo-o tanto numa como noutra situação e sair do dualismo, da oposição que nos destrói cada vez mais. Jean Ives Leloup

Precisamos sair da zona de conforto de nossos habitos para abrir novos horizontes ao que nos chega e do jeito que chega. Deixarmos de resistir e entregar, confiar, aceitar, e agradecer.

Entre o Sagrado e Absurdo, luz e sombra, sol e lua, masculino feminino, yin e yang todas as forças dos opostos que regem este universo e que nos compoem.

 

Vamos aproveitar  o inverno onde buscamos aquietar-nos,  a aquecer-nos num aconchego gostoso,  e é também uma oportunidade para

 buscarmos o contato com nosso mundo interior explorando-o.

Começe escolhendo um horáio  e local tranquilo, uma posição confortável.

Você pode fazer este exercício deitado em relaxamento, ou sentado com a coluna ereta, na cadeira ou no chão com as pernas dobradas.

Aqueça o ambiente com velas, aromas e aqueça-se com mantas ou xales.

Começe percebendo todo o espaço ao seu redor, os ruidos, sensações, pensamentos.

Deixe tudo acontecer naturalmente sem se incomodar ou questionar.

Observe todo o seu corpo deixando fluir uma respiração tranquila e calma. A cada exalação do ar seu corpo vai se relaxando mais e mais.  Você se torna relaxado mas consciente do que acontece com você. 

Percebendo todo o movimento fora e dentro de você, consciente, focado na respiração e no movimento do corpo quando respira e se vierem pensamentos identifique os como ....pensamentos,  e não se apegue a eles, continue sentindo, percebendo todo o corpo, a repiração...sinta e diga para você mesmo repirando....repirando...perceba o ar que entra e sai e você continua observando este fluxo, aprofunde a observação, se vierem sensações de desconforto diga a você... sensação e continue e atenção no ar entrando e saindo nas narinas, seu fluxo.

Fique o tempo que você puder, iniciando com 15 minutos e ir aumentando até você perceber o seu tempo, o necessário para  absorver e usufruir  os momentos de calma, atenção plena e contato com você mesmo, com seu corpo, sua mente, sua alma, de você por inteiro. Percebendo que você não é só o seu corpo, você não é só sua mente, você não é só suas emoções, suas senasções, você é tudo isto e muito mais.

Compartilhe:
01Jul2015
Quietude

É o mais profundo espaço de consciência, que percebe estas palavras e as compreende.  Sem essa consciência, não há percepção, nem pensamentos, nem realidade.

Você é essa consciência personificada, particularizada.
Pensamentos são equivalentes aos ruídos internos. 
Quando você se torna consciente do silêncio imediatamente acontece um estado de profunda consciência alerta. Você está presente e vencendo milhões de anos de condicionamentos mentais.

Quando você olha o mundo a partir da quietude interior tudo simplesmente ganha um brilho de beleza, de bondade e de paz.

Eckhart Tolle.

O que isto nos impacta no dia a dia?

O que podemos e queremos mudar?

Ou continuar em nossos padrões repetitivos de comportamento com a mente gerenciando nossas opções? Trazendo sempre mais e mais necessidades a serem supridas e preenchidas?

Estamos num tempo de escolhas e com grande variedade  de opções. A decisão é nossa...sempre e não adianta culparmos as questões de fora. Tudo passa por nossa mente, nosso coração. Podemos ter o céu ou o inferno em nossos percursos se assim escolhermos e muitas vezes o fazemos conscientemente ou inconscientemente pensando estarmos certos e as vezes assustados seguirmos meio sem rumo, sem chão. Se olharmos mais para onde realmente precisamos, se buscarmos mais onde poderemos encontrar,  ficaria mais facil e confortavel o caminho da vida.

Não precisamos responder sempre com palavras e mais palavras as  ofenças e provocações, podemos oferecer um silêncio como resposta, um sorriso apenas, mas não um sorriso sarcastico mais um sorriso de tranquilidade de não reação.

Quero ter sempre razão ou quero ser feliz?

Optando por agir e não reagir, escolhendo uma atitude de não violência e pacifica, uma ação consciente estamos no caminho da quietude e presença.

Este lugar que tanto buscamos de paz, harmonia e plenitude, está dentro deste nosso Ser, dentro deste corpo, desta alma que vive e incorpora a Essência.

Comecemos com este encontro com o silêncio com a  quietude agindo e não reagindo as demandas da vida.

   

 

Sente-se em um lugar tranquilo onde não será incomodado.

Busque uma posição confortavel e permita-se ouvir os sons e ruidos ao seu redor sem julga-los apenas ouça...o cachorro que late....os carros que passam...passáros que cantam....observe, perceba. Agora repire profundamente e lentamente e ouça os ruidos do seu corpo, o som da sua respiração, do seu estomago, intestinos...perceba os batimentos de seu coração...sinta toda a orquestra de vida dentro de você, apenas observe e não se apegue a nada, esteja  sem julgamentos ou analises. Escute, perceba, sinta, ouça e vá integrando todos estes sons, ruidos e deixando a sua percepção ficar mais e mais refinada...mais e mais aprofundando-se nestas sensações e integrando, indo ao encontro de um espaço  de calma... presença.... paz e tranquilidade, o som do silencio....apenas a quietude do seu Ser. Se voltarem os ruidos repire e diga mentalmente paz...quietude.

Treine todos os dias este exercico por 15 minutos e vá aumentando o tempo gradativamente até você perceber que pode faze-lo no dia a dia  vivenciando um estado  mais desperto de consciência. Uma nova e ampliada visão de  Vida ao seu redor e surpreenda- se como enfrenta as demandas do dia a dia a partir deste lugar que conquistou dentro de você de  quietude e consciência. Perceba que vai transformando sua forma de ver as coisas de senti-las e isto vai lhe trazendo um gosto maior pela vida, pelos caminhos que se abrem, oportunidades, alegrias, e amor. 

Com gratidão e plenitude ....o sagrado se abrindo a cada vivencia, cada experiência.....sentindo o milagre da vida, do viver. Basta tentarmos sairmos de um lugar passivo e sermos ativos em nossa felicidade e bem estar. Construindo um mundo melhor dentro e fora de nós.

Compartilhe:
23Jun2015
Conceito de Vida: uma jornada através da vida e da morte

De acordo com a sabedoria de Buda, podemos realmente usar nossas vidas para nos prepararmos para a morte. Não precisamos esperar pela dolorosa morte de alguém próximo a nós, ou pelo choque da doença terminal, para forçar-nos a olhar para a nossa vida. Também não estamos condenados a ir para a morte de mãos vazias para encontrar o desconhecido.

Podemos começar aqui e agora, a encontrar significado na vida. Podemos fazer de cada momento uma oportunidade para mudar e nos preparar – delicadamente, de modo preciso e com paz de espírito – para a morte e a eternidade.

Na sabedoria budista, a vida e a morte são vistas como um todo, onde a morte é o começo de um novo capitulo de vida. A morte é um espelho no qual o inteiro significado da vida é refletida.

Este todo da vida e da morte apresentado como uma serie de realidades transitórias em constante mudança, conhecidas como bardos. A palavra bardo é comumente usada para para designar o estado intermediário entre a morte e o renascimento, mas na realidade os bardos estão continuamente ocorrendo tanto na vida quanto na morte, e são momentos críticos em que as possibilidades de liberação, ou iluminação, são intensificados .

O que é nossa vida senão uma dança de formas transitórias ?

A única coisa que realmente temos é o agora.

A realização da  impermanência é a paradoxalmente a única coisa que podemos manter, talvez nosso bem último.

Disse Buda:

Esta nossa existência é transitória como as nuvens do outono,

Ver o nascimento e a morte dos seres é como olhar os movimentos de uma dança.

Uma vida é como o clarão de um relâmpago no céu,

Rápida como uma torrente que se precipita abaixo.

Questões :

O que de fato consegui realizar na vida?

O que de fato compreendemos sobre vida e morte?

O que estou fazendo com minha vida?

Levar a vida a serio:

Talvez aqueles que compreendem como a vida é frágil saibam quanto ela é preciosa.

A chave para encontrar um equilíbrio feliz na vida moderna é a simplicidade.

Milarepa, poeta e santo do Tibet disse: “ minha religião é viver – e morrer – sem arrependimento¨

Do livro Tibeteno do viver e do morrer. Sogyal Rinpoche

    

Compartilhe:
15Jun2015
O que provoca mais sofrimento? Situações desagradaveis ou os pensamentos ?

O que provoca mais sofrimento em nossas vidas?  

As situações desagradáveis em si  ou devido aos pensamentos que são desencadeados  por estas situações desagradáveis?

Existe muito sofrimento e tristeza quando  achamos que cada pensamento que passa na nossa cabeça é verdadeiro. Muitos dos  pensamentos  corrosivos, contaminados de reclamações, lamentos, revolta, julgamentos, não aceitação do que aconteceu, diálogos  internos desgastantes,  projeções futuras catastróficas, e pensamentos de indignação, são interpretações que nós  fazemos, e também  as estorias que contamos a nós mesmos e que nos deixam infelizes e apreensivos.

Segundo os grandes mestres o sofrimento maior é pelos pensamentos que acontecem associados a situações desagradáveis,  e é perfeitamente possível  passar por eles, mas com a mente silenciosa  e não permitir que estes pensamentos corrosivos  passem por nossa mente e se fixem nela.

Podemos passar pela situação sentindo o incomodo, o desconforto, mas não deixando a mente se contaminar  com pensamentos destrutivos. Na contaminação pelos pensamentos  a dor e sofrimento são maiores.

A importancia da limpeza mental tanto como a corporal e bucal trazendo a cura para a mente com o cultivo do estado de  presença, de realidade do que ocorre no agora,  deixando a mente consciente, sem fantasiar, disponibilizando um bem estar que vem de dentro e que não depende de situações externas.

Uma coisa são as situações desagradáveis a outra são os pensamentos sobre ela,  uma questão de escolha vital para nossas vidas. 

"As coisas que estou pensando agora me deixam infeliz"  se conseguirmos constatar isso, não nos identificamos com esses pensamentos e os deixamos passar, apenas observando os, sentindo os, mas sem se apegar a eles, sem criar um roteiro, ou falatorio sem fim, causando sofrimento, dor e muita perda de energia vital. 

Reflexões baseadas em  Osho, Nisargan.

Encontro com o Mestre 

Sente se com a coluna ereta  ou deite se em posição de relaxamento.

Sinta todo o seu corpo, perceba a sensação de peso do corpo... dos ossos... e vá soltando se...relaxando deixando seu corpo descansar...sua mente acalmar se ... e com uma respiração lenta e profunda você vai mais e mais se soltando...relaxando...

Imagine que você caminha por ruas movimentadas.....carros...motos e entra num atalho que o conduz por uma estrada de chão batido e você caminha tranquilamente por ela sentindo uma brisa suave no seu rosto, um aroma gostoso no ar, percebe passáros cantando, um lindo céu azul despontando a sua sua frente, e caminha encantado com toda a natureza ao seu redor. Nesta caminhada você encontra uma árvore com um banco de madeira envelhecida e senta se nele pra descansar e observar a paisagem ficando por um tempo neste estado de admiração e encantamento quando percebe vir ao seu encontro um Ser de Luz que no inicio não fica claro quem é...e você observa atentamente este Ser muito iluminado se aproximando de você e senta-se ao seu lado e você percebe quem ele é....visuslize, imagine, e se pudesse encontrar um Mestre Iluminado como Ele seria? Quem Ele seria? Este Ser de Luz começa a conversar com você e a ouvir toda sua estoria e tudo aquilo que você gostaria de perguntar ele lhe responde amorosamente....Assim você sente se muito grato e feliz por este encontro e despendem-se num abraço de imenso carinho e amor... e ele pede que você o encontre sempre que precisar e segue seu caminho. Você começa a sua caminhada de volta na estrada até chegar ao atalho que dá acesso a rua e chega aonde se encontra no aqui e agora.

 

Compartilhe:
Magali Bergamo 2015 - Todos os direitos reservados
Criação de sites Vinhedo, Valinhos, Campinas