Compartilhar por e-mail
Seu nome:
Seu e-mail:
E-mail destinatário:
Enviar
04Out2015
Yoga: Asanas para integrar corpo e mente

A maioria das pessoas chega à vida adulta sem conhecer algumas informações básicas a respeito de seu corpo – mente.

Sabemos que nosso corpo físico, dirigido por um complexo de sistemas que se inter-relacionam, é a camada mais densa, mais bruta de nosso corpo-mente. Para que possamos nos desenvolver nas outras camadas sutis, precisamos mantê-lo sadio. Sem a compreensão das leis básicas e estruturais que governam nosso organismo, desenvolvemos hábitos fisicamente estressantes que aumentam nossa vulnerabilidade a doenças. O auto-conhecimento começa também na percepção e no cuidado com o nosso corpo físico.

Muitos exercícios físicos convencionais baseiam-se na suposição de que o corpo humano é uma maquina que pode ser forçada a funcionar “martelando, lubrificando, torcendo e chutando”. Mas o corpo é uma maquina e precisa exercer suas funções da forma a não sobrecarregar sua estrutura e não negligenciar seu ritmo natural.

É muito importante que pratiquemos atividades em que o corpo e a mente trabalhem juntos, intensificando a comunicação entre o cérebro e o resto do corpo. “Quando empregamos esforço muscular exagerado, o cérebro não consegue aperfeiçoar a organização neuromuscular”. Sendo assim, exercícios puramente físicos, baseados em força muscular e velocidade, na realidade, limitam a habilidade de cérebro para atuar em benefício do corpo e vice-versa. Precisamos empregar um esforço muscular dentro de um limite individual e particular para nosso cérebro ficar livre para fazer importantes distinções sensoriais.

Na nossa vida, a atenção ao corpo físico é de suma importância. Ele é o veiculo que tornará possível nossa viagem para o mais profundo do nosso ser. E cada um dos passos nesta viagem, tem sido cientificamente ajustado para se adaptar as necessidades individuais. Através das Ásanas (exercícios psicofísicos que atuam tanto na camada mais densa quanto nas mais sutis de nosso corpo-mente) e de uma alimentação apropriada, o corpo físico é condicionado a se tornar a base firme para uma mente equilibrada. Para praticarmos as Ásanas é necessário um mínimo de flexibilidade e coordenação neuromuscular. Para que isto seja possível, oferecemos uma serie de exercícios básicos para preparar o seu corpo para efetuá-las com maior eficácia. Lembre-se que o corpo-mente precisa de tempo para absorver novos hábitos. Desta maneira, a pratica diária é muito importante; empenho e força de vontade serão os seus mais fortes aliados. Tenha paciência com o seu corpo e respeite suas limitações. Daí, já inicia o processo de auto-conhecimento. Mesmo que seus músculos possam ceder apenas alguns centímetros, você estará sendo beneficiado.

 

Compartilhe:
22Set2015
Controle da Respiração

A mente alerta é ao mesmo tempo um meio e um fim, a semente e o fruto. Quando a praticamos para obter concentração, é semente. Mas ela própria é chama ardente de vida, e é portanto o fruto. A mente alerta nos livra do esquecimento e da dispersão, capacitando-nos a viver em totalidade cada momento presente e com sabedoria. Para isto temos que saber usar a respiração, uma vez que ela é um instrumento natural e de extrema importância para impedir a dispersão, e se manter consciente. A respiração é o elo que liga a consciência à vida, que une o corpo à mente. Ter controle da respiração é ter domínio sobre o corpo e a mente e sempre que nos sentirmos fora de controle, devemos usar o método de observa-la para nos recobrar e nos centrarmos.

Inúmeros  são os benéficos da respiração principalmente quando respiramos corretamente utilizando a respiração diafragmática profunda, ao invés de utilizar a respiração curta e torácica privando nos  de energia , sentindo cansaço, ansiedade, falta de concentração e baixa energia mental.

Quando o diafragma, um  grande músculo abaixo dos pulmões, com formado de domo, como um para-quedas, move-se na respiração abdominal, todos os órgãos internos são massageados e banhados em sangue fresco com muito oxigênio, aumentando a purificação e energização dos tecidos do corpo.

O cérebro consome três vezes mais oxigênio que o restante do corpo. Quando recebe adequadamente o fluxo de ar da nossa respiração  a irrigação  cerebral   acontece de forma plena, rica em oxigênio melhorando  o  nosso raciocínio, o nível de energia, a concentração e clareza mental.

A respiração diafragmática lenta e profunda  automaticamente estimula o sistema nervoso parassimpático e a resposta de relaxamento e calma,  sendo  quase impossível sentir se tenso ou ansioso com ela.

A  respiração é a fonte de inesgotável vitalidade e é o melhor alimento para o nosso corpo, nossa mente, nossas emoções, e nossa alma .

A respiração, o ar  é o  Prana, energia vital percorrendo os nadis (sutis  caminhos energéticos)  levando esta fonte energética aos centros vitais, os Chacras.

A respiração completa, consciente não somente abre e controla os portais de nossa mente, mas equilibra nosso corpo como um todo, integrando o nosso potencial criativo.

O ar,  o prana, o Qi, o sopro todos nos conduzem a estados diferenciados de consciência: a meditação, a presença, ao despertar, ao encontro com o que verdadeiramente somos, a nossa essência, nosso sábio e divino Ser.  

 

 

 

Compartilhe:
30Ago2015
Resgate do Feminino Sagrado

Há uma emergência no planeta:

 Integrar o princípio do Feminino Sagrado para nova  consciência e  uma nova sociedade.

Restaurando o Feminino Sagrado  no masculino e no feminino, teremos uma nova oportunidade de vida, uma grande  descoberta dos potencias cerceados, reprimidos nas gerações anteriores tanto nos homens  como  nas mulheres.

Em investigações arqueológicas encontradas  na Grécia,  Indía,   e no Oriente médio demonstraram que existiu uma civilização por volta de 20.000 anos AC  e seu foco era a arte e a  criação. Existia uma economia de parceria e partilha na sociedade, os  governantes eram servidores do povo que contribuíam  para o bem estar de  todos e a  defesa da vida. Imperava na sociedade a  compaixão e cuidados de um para com o outro. Mulheres e homens tinham  a mesma importância, existia uma relação de parceria sem domínio de um sobre o outro. Nem matriarcal nem paternalista.

A sexualidade era exercida  como sagrada, sendo cultivada como  um caminho para a divindade e criatividade. As  crianças eram tratadas como dádivas, e  as mulher eram a depositária do Divino por gerar a vida e cuidar.

  Espiritualidade era comungar com o divino através da natureza e do contato consigo mesmo, reverenciando a vida.

Não existam muralhas entre os povos. Todos compartilhavam a alegria e o entusiasmo de viver.

Houve uma invasão há cerca de 5.000 anos AC de Bárbaros, Arianos, Nômades e Semitas   vindos do norte  com seus rebanhos destruindo as plantações, matando e dominando pela guerra, pela  luta de poder, fazendo mulheres e crianças de escravos para o trabalho  e procriação.

Colocaram valores estereotipados  como dominação, luta, força física, individualismo, competição e conquistas pessoais como definição de masculino com atributos superiores  e no comando da política e sacerdócio.

A Espiritualidade era propriedade da igreja e tratada como mercadoria.  A relação direta com a divindade foi usurpada. As  Artes  eram para os artistas somente e não compartilhado com todos livremente.

Atributos e algumas ações foram relegados a inferiores e tidas como indesejáveis :  sensibilidade, emotividade , proteção, acolhimento, parir, gerar,  criando uma cisão psicológica – confundindo arquétipos com gênero feminino/masculino -  Com homem/mulher.

Reprimiram, subjulgando valores presentes  no Arquétipo Feminino de  ambos os sexos  masculino e feminino como:  tolerância, compaixão, conexão, rede, intuição, graça, síntese.

Arquétipo masculino separa, organiza, discrimina, resiste, planeja, lógico- racional, analítico.

Ambos arquétipos tem seus alcances e limites, virtudes e chagas.

Com a perda do Feminino Sagrado  o sexo masculino e feminino se separaram.

Perdeu se a totalidade de criar o Divino, o Sagrado  houve uma ruptura na psique dos homens e mulheres,  ocorrendo regimes de  escravidão, dominação num  relacionamento desigual.

Jesus Cristo traz este Feminino Sagrado  o Arquétipo da Síntese – Masculino e Feminino.

Arquétipos são forças poderosas da psique. São imagens primordiais, as primeiras da nossa origem como que moldam a nossa personalidade e direciona nossos  comportamentos, crenças e valores, gerando atitudes e atuando na sociedade, na  educação, política e saúde.

Esta situação  não poderá ser mantida  para sempre, o planeta  está em situação caótica, precisamos  restaurar o Arquétipo do Feminino  Sagrado na mulher e no homem- a síntese criativa.

Precisamos  criar um novo paradigma, começando por nossa própria vivencia  e mudança de percepção :  abertura para os sentimentos  genuínos, cultivo da igualdade e abandono da hierarquização e discriminação com o gênero feminino. Troca e parceria na construção de redes sociais firmes  sustentadas na harmonia, acolhimento, alegria  e amorosidade para uma sociedade justa e saudável.     

Baseado no livro: A restauração do Feminino - Amy Sophia Marashinsky

 

 

 

 

 

 

 

Podemos fazer uma meditação dirigida invocando palvras de poder que nos reconecta a Essencia do Sagrado Feminino para homens e mulheres serem mais inteiros e felizes.

Sente-se confortavelmente, coluna ereta, respire profunda e calmamente. Sinta todo o seu corpo presente no aqui e agora. Foque sua mente na presença, e diga mentalmente ou em voz alta para si mesmo. Repita por 21 dias para estabelecer esta nova percepção e paradgma.

Reconheço em mim a Essência Iluminada do Sagrado Feminino o poder da sabedoria, do amor, do propósito; a receptividade, a generosidade e a vontade, que me protegem das ilusões do apego, das aversões e indiferenças.

Reconheço em mim o poder da juventude, da beleza e da cura, experimento e manifesto, a energia inteligente, o poder essencial presentes em meus órgãos genitais e meu coração.

Reconheço em mim a Essência Iluminada do Feminino Sagrado, o poder de observar, entender e dominar a mente e os pensamentos, me tornando autora/autor de minha própria vida, personalidade e realizadora(or) de tudo o que for necessário para cumprir meu propósito individual e coletivo.

Reconheço em mim o poder que me mantém desperto(a), presente, vigilante e protegido(a) dos convencionalismos, explorações e condicionamentos manipuladores, limitantes e obstrutores.

Reconheço em mim o Poder de autopurificação e transformacão, que harmoniza, cria prosperidade, contentamento e satisfação nos veículos e templos da Alma,

Reconheço em mim o poder de me relacionar com harmonia, serenidade, compreensão e pró-atitude com todos os seres e fenômenos.

Reconheço em mim o Poder de estar lúcida(o) em todas as dimensões dos sonhos e dos corpos sutis da alma para conhecer seus segredos, iluminá-los e transcendê-los.

Reconheço em mim o poder de integrar-me e sintonizar-me com a Lei Universal e as freqüências mais altas no processo presente de evolução do planeta e de todo o Cósmos.

 

Compartilhe:
11Ago2015
Experiência

 

Experiência

Ato de vivenciar a realidade.

Abrir-ao novo, transformando a si mesmo em interação com o experimento.

Viver é praticar, experimentar a vida.

Criamos a vida.

Praticamos a vida. Experiências transformam pessoas. 

Tudo que existe é o cosurgir interdependente e simultaâneo.

“ Tudo que existe no céu e na terra é como uma joia arrendondada, sem dentro e nem fora. Somos a vida da joia.” Buda

 Não viemos de fora. Não vamos para fora.

Vamos jogar lixo fora? Fora de onde? Fora da casa.

Fora da casa é na rua é no mato, é no mar.

A rua, o mato, o mar são a nossa casa.

A nossa casa comum, o planeta terra.

 

 

No momento de sair da cama, esteja presente.

Qual a temperatura do chão? Do chinelo? Da sandália?

 Como esta meu corpo? Minha respiração? Onde estão meus pensamentos? Agradeço o dia que começa?

Faço alguma prece? Em que ou quem me conecto? 

Treinar a plena atenção de estar presente no agora.

A mente que divagar. Quer ir para ontem. Fugir para o amanhã. Às vezes fala demais. Como se mil vozes nos puxassem para mil locais.

Retorne ao agora. Retorne ao contato simples do tato.

Seis sentidos: são os cinco mais a consciência. Essa consciência é uma grande gerenciadora de tudo o que percebemos.

 

Compartilhe:
24Jul2015
Estresse

Não é o estresse que nos faz adecer é a maneira como encaramos os estressores que podem nos afetar. Podemos encara-los como um desafio ou como uma ameaça.

O estresse é uma reação biológica desenvolvida através de milhões de anos de evolução para salvar a vida numa emergência como Lutar ou Fugir. É a resposta do corpo a qualquer demanda quando forçado a adaptar-se à mudança.

 Nosso  organismo libera a Adrenalina para darmos conta das demandas do dia a dia com rapidez e eficácia, ela acelera os batimentos cardiacos e a respiração porque precisamos de mais oxigênio e mais energia.  Quanto mais tempo de estresse, quanto  mais hostilidade, raiva e medo, o organismo libera o hormônio cortisol, pois precisa de muita energia para dar conta do recado.
Com este mecanismo de liberação de cortisol e adrenalina por períodos prolongados ocorre no organismo um desgaste enorme, com sintomas psicossomáticos: ansiedade, angustia e depressão, e sintomas fisicos com perda de apetite, insônia, perda de memória, aumento da pressão arterial, elevação dos índices de glicose e colesterol, dores musculares, dores de cabeça,  insônia, impotência sexual ou diminuição da libido.

A percepção de quando e quanto você esta estressado é mais importante que o estresse em si, por causa da sua atitude quanto a ele.

Como posso encarar o estresse ou os agentes estressores?

Posso encarar como uma reação Positiva, percebendo- o como desafio um momento de crescimento com direção e otimismo.

Ou com uma reação Negativa: percebendo tudo como uma ameaça, com medo, irritabilidade, raiva e hostilidade a tudo e todos.

A direção dos pensamentos no aspecto positivo, o otimismo entendendo que não existem fracassos, mas apenas lições, aprendizados e não devemos temer por ele, pois com vigor,com novas estratégias vamos aprendendo o que precisamos para o êxito.

Dedicação a uma meta maior, um senso de propósito, de significado de vida para nos sustentar e nos manter a salvo em qualquer crise.

A capacidade de responder ao estresse e a capacidade de relaxar são igualmente importantes. Podemos optar por não lutar ou fugir mais Fluir.

Outra pergunta importante no processo do estresse em nós:

Como é o Universo, o Mundo para você?

 Um lugar assustador ou uma escola de aprendizado e evolução constante?

Conforme sua resposta a esta pergunta mostra a maneira, o padrão estabelecido, a nossa forma  de encarar os problemas que surgem, gerando estresse continuamente.

Necessitamos de um tempo para nos restaurar entre as demandas estressoras permitindo que o sistema nervoso repare e restaure o corpo e a mente após cada esforço ou evento estressante, cultivando a resiliencia, como um arco num momento de pressão máxima para atingir seu alvo com a flecha e depois relaxa, afrouxa, para ter permanência em seu propósito.

Precisamos aprender a equilibrar pressão e pausa, atividade e lazer relaxante.

Baseado no livro: Estresse a seu favor, Susan Andrews

 

Acorde alguns minutos mais cedo para cuidar de sua saúde pela manhã  ou se preferir o periodo noturno:

#10 minutos: exercícios de yoga, ou alongamento, ou tai chi chuam.  

# 5 minutos de auto massagem: iniciando pela cabeça, couro cabeludo, face, torax, braços, ombros, abdomem, pernas, e os pés, Faça movimentos suaves nos musculos e membros  do seu corpo, esteje consciente e respirando tranquilamente  durante a auto massagem. 

# 5 minutos de relaxamento com respiração diafragmática. Deitado com os braços ao longo do corpo e os pés levemente afastados, respire profundamente percebendo o  movimento do seu torax na parte superior e inferior, .Vá soltando e relaxando o corpo. Perceba as pernas, os pés  e relaxe, sinta a coluna, a bacia e solte, relaxe, leve sua atenção ao abdomem, torax, os braços e relaxe, perceba a cabeça, couro cabeludo, face e solte, relaxe. A mente vai se acalmando com uma respiração tranquila e calma. Perceba-se num lugar de descanso e de paz.....

Começe a mexer os pés, as mãos e espreguiçar-se para retornar do relaxamento.

#10 minutos de meditação: sentar -se numa cadeira com coluna ereta e pés apoiados ou com as pernas dobradas no chão. Inicie pela percebeção do movimento do ar entrano e saindo das suas narinas....

 Se vierem pensamentos deixe-os passar e volte a atenção plena para sua respiração,  para o momento presente, seu espaço de quietude.

Finalize com uma respiração profunda abrindo os olhos e percebendo como você está, e o que precisa para este dia ser de forma diferente, coloque uma intensão em algo que queira transformar em você ou em seu caminho.

Faça uma lista na noite anterior do que vai precisar fazer no dia seguinte.

Organize sua agenda com encontros, contas, deixe tempo suficiente entre os encontros. Seu quarto, local de trabalho, pertences

Aprenda a dizer não, recuse projetos extras ou convites sociais para os quais você sabe que não possui energia, reconhecer que precisa de momentos tranquilos para estar sozinho

Aprenda a delegar responsabilidades para outras pessoas capazes

Mantenha-se em silencio todos os dias num período em particular, para introspecção e meditação

Desligue o telefone quando estiver nestes momentos de silêncio e relaxamento

Faça breves e pequenas pausas de 10 minutos durante o trabalho, respire profundamente para repor energia  mais rapidamente, porque a concentração diminui depois de períodos com duração superior a duas horas de esforço mental

Alimente-se  de 3/3 horas de maneira saudável, evite excesso de café, álcool, frituras e gordura

Faça amizade com pessoas despreocupadas e pacientes. O estresse é contagioso, pessoas  negativas podem  deixa-lo desanimado. Respire lenta e profundamente perto de pessoas assim, e mantenha –se com a mente positiva.

Confira sua respiração ao longo do dia, principalmente em situações estressantes.

Caminhe ao ar livre por 30 minutos se possivel além das atividades que pode estar praticando como academia ou esportes, o contato com a natureza revigora as energias.

Exercite a paciência com os outros, com suas imperfeições. Estamos todos aprendendo.

Invista tempo e energia naquilo que realmente lhe faz bem, organizar a agenda de maneira que estes periodos se repitam com mais frequência, e as atividades  menos prazeirosas do dia deveriam oferecer um proposito.

Compartilhe:
17Jul2015
O Sagrado em nós

O acolher  o sagrado em nós é uma abertura que damos a nossa consciência para que possa manifestar toda a essencia da vida.

Uma flor que nasce no jardim, um passáro que canta na varanda, o sol que banha a natureza, o céu que se abre para mostrar as estrelas numa noite de luar, a chuva que cai molhando a terra.

Em nossas vidas existem momentos de transparência e também de dilaceramento. Como se o quadro que vemos estivesse rasgado. Estes rasgões são nossos pontos de referencia , a imagem que temos de nós mesmo. O quadro, tal como o vemos, esta estilhaçado e rasgado. Mas através dos rasgões podemos ver além. Fazemos, assim, a mesma experiência. A experiência de abertura do nosso ser à transcendência interior, que é nosso ser essencial.

As experiências de transparência e de dilaceramento, as experiência de absurdo e da graça, tem por finalidade fazer-nos entrar nesta experiência do ser essencial, reconhecendo-o tanto numa como noutra situação e sair do dualismo, da oposição que nos destrói cada vez mais. Jean Ives Leloup

Precisamos sair da zona de conforto de nossos habitos para abrir novos horizontes ao que nos chega e do jeito que chega. Deixarmos de resistir e entregar, confiar, aceitar, e agradecer.

Entre o Sagrado e Absurdo, luz e sombra, sol e lua, masculino feminino, yin e yang todas as forças dos opostos que regem este universo e que nos compoem.

 

Vamos aproveitar  o inverno onde buscamos aquietar-nos,  a aquecer-nos num aconchego gostoso,  e é também uma oportunidade para

 buscarmos o contato com nosso mundo interior explorando-o.

Começe escolhendo um horáio  e local tranquilo, uma posição confortável.

Você pode fazer este exercício deitado em relaxamento, ou sentado com a coluna ereta, na cadeira ou no chão com as pernas dobradas.

Aqueça o ambiente com velas, aromas e aqueça-se com mantas ou xales.

Começe percebendo todo o espaço ao seu redor, os ruidos, sensações, pensamentos.

Deixe tudo acontecer naturalmente sem se incomodar ou questionar.

Observe todo o seu corpo deixando fluir uma respiração tranquila e calma. A cada exalação do ar seu corpo vai se relaxando mais e mais.  Você se torna relaxado mas consciente do que acontece com você. 

Percebendo todo o movimento fora e dentro de você, consciente, focado na respiração e no movimento do corpo quando respira e se vierem pensamentos identifique os como ....pensamentos,  e não se apegue a eles, continue sentindo, percebendo todo o corpo, a repiração...sinta e diga para você mesmo repirando....repirando...perceba o ar que entra e sai e você continua observando este fluxo, aprofunde a observação, se vierem sensações de desconforto diga a você... sensação e continue e atenção no ar entrando e saindo nas narinas, seu fluxo.

Fique o tempo que você puder, iniciando com 15 minutos e ir aumentando até você perceber o seu tempo, o necessário para  absorver e usufruir  os momentos de calma, atenção plena e contato com você mesmo, com seu corpo, sua mente, sua alma, de você por inteiro. Percebendo que você não é só o seu corpo, você não é só sua mente, você não é só suas emoções, suas senasções, você é tudo isto e muito mais.

Compartilhe:
Magali Bergamo 2015 - Todos os direitos reservados
Criação de sites Vinhedo, Valinhos, Campinas